12.15.2020
Blogs

INSIGHTS Privacidade: o que o cliente espera da sua marca

tela preta com a palavra security em azul

A aceleração do consumo de conteúdo e de produtos digitais aumentou a preocupação das pessoas com relação à privacidade e à segurança. Oito em cada dez consumidores parariam de fazer negócios com uma marca que utilizasse indevidamente seus dados. Com base no estudo Decodificando a Dinâmica dos Dados, realizado pela Dentsu Aegis Network a partir entrevistas com 32 mil pessoas de 22 mercados, apontamos expectativas e demandas dos clientes sobre as informações que compartilham e fatores que precisam ser considerados pelo marketing no planejamento estratégico para 2021.

 

Mais controle

As pessoas têm assumido mais controle sobre o que consomem e compartilham, o que desafia as marcas a desenvolverem conteúdos e formas de engajamento realmente relevantes para cada consumidor. Cerca de 25% dos entrevistados instalaram bloqueadores no último ano e 40% tomaram medidas para reduzir a quantidade de dados pessoais disponibilizados na internet.

 

Serviços melhores

Se é para compartilhar dados, que seja para melhorar os serviços e produtos recebidos. E, de preferência, as pessoas querem disponibilizar apenas informações básicas, como nome, endereço de e-mail, idade, escolaridade e localização. Em tempos de tanta polarização, há muita resistência ao uso de informações sobre a filiação política. 

 

Personalização

As pessoas querem serviços melhores e mais relevantes de acordo com seu perfil, mas isso não quer dizer que vão optar explicitamente por receber anúncios personalizados. Um terço dos respondentes rejeita esse tipo de anúncio. 

 

Benefícios financeiros

Cerca de metade dos entrevistados esperam receber benefícios financeiros em troca do uso de seus dados por parte das marcas, nos próximos dois a três anos. Em alguns países, como a China, essa expectativa é ainda maior (65%). Mas essa prática ainda não é comum.

 

Consentimento

Dependendo do mercado, é lei. Mesmo onde não é, os consumidores esperam que as marcas obtenham seu consentimento explícito antes de usar seus dados. Isso vale, por exemplo, para dar acesso a promoções e descontos (62% exigem consentimento prévio), participar de pesquisas científicas (67%), personalizar produtos e serviços (62%), assim como liberar determinados conteúdos (60%).

 

As soluções em mídia programática oferecidas pela Verizon Media potencializam a comunicação no ambiente digital, e ajudam a direcionar seus investimentos de mídia de forma transparente, precisa e confiável. Nosso conteúdo premium e nossa DSP asseguram escala sem abrir mão da excelência em segurança, relevância e customização – em sintonia com os novos comportamentos e exigências dos consumidores.