12.15.2020
Blogs

HOW TO Quatro key strategies para o marketing em 2021

mesa de trabalho com papeis e caneta

A pandemia de COVID-19 redesenhou a relação entre marcas e consumidores, estabelecendo novas prioridades para o marketing. A partir do estudo global Marketing Trends 2021, apontamos quatro pilares que devem nortear as estratégias das marcas no próximo ano, levando em consideração, acima de tudo, a necessidade de oferecer experiências mais humanas e estreitar a ligação com o consumidor. O relatório foi elaborado pela Deloitte a partir de entrevistas com 2.447 consumidores de oito países e 405 executivos C-Suite que atuam em multinacionais nos Estados Unidos. 

 

Agilidade

A pandemia acelerou transformações significativas no comportamento do consumidor, exigindo respostas velozes das marcas e evidenciando a importância de investir em modelos ágeis. Entre os consumidores entrevistados pela Deloitte, 58% foram capazes de citar marcas que reagiram rapidamente à COVID-19, adequando sua atuação à nova realidade. Dentro desse grupo, 82% afirmaram que a relevância dos novos serviços e produtos oferecidos pelas marcas nesse momento aumentou seu desejo de fazer futuros negócios com essas empresas.

 

Experiências mais humanas

Toda a incerteza e insegurança trazidas pelo novo coronavírus, aliadas à limitação de interações físicas, levaram a uma valorização de relações mais humanas e cuidadosas com os consumidores. O estudo da Deloitte destaca que esse contexto de profunda disrupção social é uma oportunidade para as marcas repensarem seus valores e operações, colocando a experiência humana como prioridade. Um em cada quatro consumidores ouvidos pela consultoria abandonaram marcas que demonstraram agir apenas com seus interesses em vista, durante a pandemia. 

 

Fusões e parcerias

O relatório ressalta que esse é um momento particularmente oportuno para as marcas reimaginarem suas parcerias, inclusive com outras indústrias, para ampliar a gama de soluções oferecidas aos consumidores. Nesse ambiente de tanta imprevisibilidade e aceleradas mudanças, é hora de investir em inovadoras formas de atender às necessidades das pessoas, e isso passa, essencialmente, pela colaboração e, em alguns casos, fusão com outras organizações e setores. Os primeiros dias da pandemia foram um bom exemplo de como isso pode ser feito, estimulando inéditas parcerias de negócios para lidar com os novos desafios apresentados. E a maioria dos executivos ouvidos pela consultoria (78%) afirmaram que pretendem manter pelo menos parte dessas colaborações pós-vírus.

 

Participação do consumidor

Conversas online, reviews, tutoriais, produção e compartilhamento de conteúdo sobre a marca, sugestões que impactam diretamente o design dos produtos. As formas de engajamento dos consumidores com as marcas vêm se diversificando e se intensificando. Entre os executivos entrevistados, 64% disseram que transformaram a forma de se relacionar com os clientes a fim de responder melhor aos desafios e necessidades trazidos pela pandemia. Na medida em que a participação do cliente evolui para formas mais profundas de engajamento, a marca deve incorporar às suas estratégias de marketing insights sobre quem está participando, de que forma e com que motivação.